Informativo Pro Firma – EXTRA

18/03/2021

Informativo Pro Firma – EXTRA

 

 

 

 

  1. Município de São Paulo – Prefeitura de SP antecipa 5 feriados para conter avanço da Covid

 

 

 

 

 

  1. Município de São Paulo – Prefeitura de SP antecipa 5 feriados para conter avanço da Covid

Dois feriados municipais de 2021 e três de 2022 foram antecipados para os dias 26, 29, 30 e 31 de março, além de 1° de abril. Gestão municipal também alterou horário de rodízio de carros na cidade.

A Prefeitura de São Paulo anunciou nesta quinta-feira (18) a antecipação de cinco feriados municipais e uma mudança no horário do rodízio para tentar aumentar o isolamento social e conter o avanço de casos de Covid-19 na cidade. A nova regra do rodízio, que passará a valer das 20h às 5h, entra em vigor na segunda-feira (22).

Foram antecipados dois feriados de 2021 (Corpus Christi; de junho; e Dia da Consciência Negra, de novembro) e três feriados de 2022 (aniversário de São Paulo, de janeiro; Corpus Christi, de junho; e Dia da Consciência Negra, de novembro).

Como fica o calendário

Veja, abaixo, as datas:

26 de março – sexta-feira (feriado municipal)

27 de março – sábado

28 de março – domingo

29 de março – segunda-feira (feriado municipal)

30 de março – terça-feira (feriado municipal)

31 de março – quarta-feira (feriado municipal)

1° de abril – quinta-feira (feriado municipal)

2 de abril – sexta-feira (feriado nacional; Paixão de Cristo)

3 de abril – sábado

4 de abril – domingo

A medida visa reduzir a circulação de pessoas nas ruas e mira setores da indústria e empresas que ainda seguem funcionando durante a fase emergencial, em vigor em todo o estado desde a última segunda-feira (15).

“Vamos antecipar os dois feriados municipais que temos esse ano e os três municipais que temos em 2022 para que a gente possa reduzir a circulação de pessoas. Esses cinco feriados serão antecipados para os dias 26, 29, 30, 31 e dia 1°, juntando, inclusive, com o feriado nacional, que nós temos na sexta-feira (2)”, afirmou Covas.

“Portanto, nós teremos um prazo que vai de 26, sexta-feira, até dia 4 de abril, domingo, sem dia útil, para poder exatamente forçar a cidade a parar”, completou o prefeito.

Fonte: G1

Visit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On InstagramVisit Us On Youtube